sábado, 22 de julho de 2017

Ramiro - Todos os Numeros



Ramiro é um personagem de banda desenhada, criado na Bélgica por Jacques Stoquart (argumento) e por William Vance (conceção e desenho), tendo surgido na revista Femmes d'Aujourd'hui n.º 1514, a 8 de maio de 1973.


Trata-se de uma série passada na Península Ibérica, durante a reconquista cristã, onde abundam os conflitos entre os diversos reinos cristãos, a par do combate ao inimigo comum, os muçulmanos.
Ramiro é o filho bastardo de Afonso VIII de Castela, pelo que se torna num alvo cobiçado pelos inimigos de Castela, nomeadamente o vizinho reino de Leão, de modo a atacar Afonso VIII.
O rei de Castela, conhecedor da sua dedicação ao reino, perspicácia e bravura no combate, acaba por confiar ao seu filho bastardo algumas missões delicadas, que Ramiro aceita com o seu natural entusiasmo pelas novas aventuras, onde deixa transparecer o seu humor bastante irónico, mesmo nas situações mais delicadas.
No seu episódio inaugural, Ramiro le Bâtard ( O Bastardo ), Ramiro encontra-se refém dos muçulmanos, onde conhece um mundo muito mais erudito e civilizado que o cristão, que aceitam libertá-lo para os leoneses, que deste modo pretendiam pedir a Afonso VIII de Castela um resgate. No episódio seguinte, Ramiro et le Charlatan (inédito em Portugal), Ramiro parte ao encontro de sua mãe. Segue-se o mais importante ciclo da série, dedicado aos Caminhos de Santiago, na qual Ramiro tem de escoltar desde Le Puy (França) dois estranhos peregrinos, ciclo que se extende por quatro álbuns, iniciados com Traquenard a Conques ( Cilada em Conques ) até Tonerre sur la Galice (inédito em Portugal).
Outro importante ciclo de aventuras acontece com o Tesouro dos Visigodos, saqueado através de uma incursão moura sobre território cristão, que Ramiro vai recuperar ao longo de quatro episódios, aguardando-se a sua conclusão no quarto título deste ciclo, ainda inédito em álbum, o mesmo se passando com a última aventura da série (datada de 1983), quando Ramiro, viaja rumo a Paris em missão secreta, e passa num lugar perdido que vive em terror, por ser dominado por saqueadores. Ramiro interrompe o seu trajeto e vai ajudar a bela e brava castelã da Torre de Arnac, que se bate pela paz nas terras de seu pai.
Ramiro foi um dos mais interessantes trabalhos que William Vance apresentou na revista Femmes d'Aujourd'hui , inicialmente com argumentos de Jacques Stoquart, depois a solo, a partir do Tesouro dos Visigodos. Depois dos ambientes sofisticados de Bruno Brazil e de Bob Morane, Vance pretendeu fazer uma incursão na Idade Média. Antes de Ramiro, Vance tinha realizado dois episódios de Rodric (em 1973, com argumento de Lucien Meys), passados no ambiente das Cruzadas na Terra Santa, mas pretendeu centrar o seu trabalho na reconquista ibérica. Como a sua esposa e colorista, Petra, é espanhola, o autor e a família viajaram muito por Espanha durante as férias, tendo percorrido nos anos 70 do século XX os Caminhos de Santiago, que lhe permitiram conceber os mais célebres episódios da série, reconstituindo com precisão os monumentos românicos. Vance serviu-se também do Guia do Peregrino do Século XII , presumivelmente feito por Aymeri Picaud, que relata com minúcia todo o ambiente encontrato durantes as viagens no tempo de Ramiro.
As histórias publicadas na revista Femmes d'Aujourd'hui apresentaram-se com uma planificação significativamente diferente do que surge nos 9 álbuns da série, editados pela Dargaud entre 1977 e 1989, uma vez que o ritmo de publicação semanal implicava uma maquetagem própria em cada página, de modo a deixar os leitores na expectativa do que se seguiria na edição seguinte. Quase todas as histórias de Ramiro encontram-se adaptadas a álbum, exceto o derradeiro episódio do ciclo do Tesouro dos Visigodos e as 64 páginas da Torre de Arnac que, segundo o autor, serão adaptadas em 2 álbuns.
Tanto na revista como nos álbuns, Vance foi apresentando várias ilustrações, mapas e fotografias, acompanhadas por alguns textos, que permitem aos leitores situar-se na época e no espaço, uma vez que, para muitos, Espanha é um destino turístico assente nas praias, nos touros e em pouco mais, havendo como que um "deserto imaginário" no interior peninsular, área de ação por excelência em Ramiro.
Em Portugal, a primeira aparição de Ramiro verificou-se nas páginas da Flecha 2000 (1978), onde se publicaram "O Bastardo" e "Cilada em Conques". "O Bastardo", que é o episódio inaugural da série, foi ainda publicado no Jornal da BD (1983) e na TV Guia (1985-1986).
No início dos anos 80 do século XX, a (então) Meribérica editou 4 álbuns da série.
Em 2000 foi apresentada na Faculdade de Letras da Universidade do Porto uma Dissertação de Mestrado em Geografia que incidia em particular na série Ramiro, ao nível da representação espacial das suas aventuras ( Pranchas do Espaço Ibérico Medieval: um olhar geográfico sobre a banda desenhada histórica ).


01 - Ramiro o Bastardo
02 - Cilada em Conques
03 - O Segredo do Bretao
04 - Os Guardas do Bierzo

0 Comentários :

Enviar um comentário

Olá amigo! Se gostaste deste POST, partilha e/ou deixa um pequeno comentário...não custa nada :) Também podes ajudar o Tralhas com os teus scans! Vê como nos podes ajudar >Aqui<.
Obrigado por nos visitares
Gizmo